Em especial neste dia não se trabalha. Shabat quer dizer cessar, parar e assim descansam do trabalho semanal.


     Em Gênesis 2.3, D-us proclama o Seu descanso: “Ele abençoou o sétimo dia e o consagrou, porque nesse dia repousará de toda a obra da Criação.”

     No sétimo dia, o Senhor descansou, o abençoou e o santificou, por isso este dia foi feito para o descanso. O shabat é mencionado várias vezes no Torah, a bíblia judaica. Descrito pelos profetas Isaías, Jeremias, Ezequiel, Oséias, Amós e Neemias.


     É um dia santificado, ou seja, separado dos demais dias, não foi criado para ser igual à segunda, terça ou quarta-feira. A lembrança e o objetivo central, quando lemos todos os versículos que mencionam o shabat, é buscar e refletir a própria santidade de D-us. Afinal, fomos criados a Sua imagem e semelhança. 


      O Shabat é um dia de festa e alegria. Isto mesmo, um dia de festa! Em Levítico 23:2-3, temos o shabat como uma festa semanal, uma convocação solene. Portanto, é uma festa de alegria, sendo assim, não se jejua neste dia, com algumas exceções. 


     Se temos um dia dedicado para adorar, louvar e estudar a Palavra do Senhor, não pode haver espaço para nenhuma tristeza. Claro que isto não invalida que D-us seja adorado em qualquer outro dia da semana, mas, no shabat, temos uma festa.


     Na sexta-feira após o por do sol, deve-se recitar o kidush (santificação), onde a refeição será servida. Este é um mandamento descrito na Torah. É um preceito positivo santificar o dia de Shabat com palavras, como está escrito: "Lembre do dia do Shabat para santificá-lo". Os sábios explicaram que cumprimos está santificação, celebrando com um copo de vinho, pois esta é a base do fundamento da fé do povo judeu: o Eterno criou os céus e a Terra em seis dias e no sétimo descansou.


     Em Israel, o comércio da sexta-feira é fechado antes do pôr do sol, o início do shabat.

Não é difícil de entender o clima que o shabat tem... 

Quando estiver em Israel, passeie pelos bairros judeus neste dia, onde a serenidade que paira no ar vai envolvê-lo e assim, relaxar sua tensão, fazendo com que seu andar se torne mais lento... Ao lado das sinagogas, vai sair uma multidão de pessoas com seus filhos, saudando uns aos outros com um caloroso “ Shabat Shalom”. Você precisa andar pelos parques e jardins das cidades, onde brincam crianças alegres, que somente nesse dia têm folga dos estudos.


Shalom desde Sião!