Ein Harod

 

    Nas encostas do Monte Gilboa, onde o famoso Iris do Gilboa floresce, uma fonte borbulha de uma caverna, que deságua no vale de Jezreel. Apesar de hoje ser um local tranquilo com gramados verdes e eucaliptos para piqueniques, já foi conhecido apenas pela guerra.


    Mais de 3.000 anos atrás, depois das vitórias de Josué, ao conquistar Canaã e antes do tempo dos reis, 15 juízes diferentes governaram Israel. Esses juízes, 14 homens e uma mulher, eram mais como “libertadores” do que como juízes, de nossos dias. Por mais de 110 anos eles se levantaram para lutar contra os exércitos pagãos dos filisteus, moabitas, cananeus, amonitas e amalequitas.


    Um dos mais famosos desses juízes foi o "guerreiro" Gideão. Ele pode não ter parecido um guerreiro quando o anjo o encontrou debulhando trigo num lagar (Juízes 6:11) e dando desculpas como Moisés (Juízes 6: 13-17), mas ele acabou cumprindo a saudação do anjo. Este "poderoso guerreiro" libertou Israel de maneira espetacular!

Confira o vídeo

    Hoje, no sopé do Monte Gilboa está Ein Harod, ou a “Fonte de Harod”. Este é o lugar onde Gideão escolheu seus 300 guerreiros para combater os midianitas. Os guerreiros foram escolhidos com base, em como eles bebiam água (Juízes 7: 1-8). Aqueles que lambiam a água como cães foram deixados para trás na obscuridade histórica. Os 300 guerreiros que bebiam com a mão em concha seguiram para a imortalidade. 


    Muitos anos depois, outra grande batalha, ocorreria perto da mesma fonte. Em 1260 dC, os mamelucos pararam as famosas hordas mongóis que desciam da Pérsia. Como Gideão, eles estavam em menor número (e enfrentando um exército que nunca havia perdido uma única batalha).


    Um general egípcio chamado Baybars liderou os mamelucos. Baybars subiu contra o exército mongol, cujo general era o neto de Genghis Khan, que invadiu a Palestina a caminho do Egito. A Batalha de "Ayn Jalut" (fonte de Golias) foi uma derrota que pôs fim à ocupação mongol no Oriente Médio. Esta vitória salvou o Egito e a Europa dos invictos mongóis. Foi um momento decisivo na história do mundo. Os mongóis nunca mais foram os mesmos após essa perda, e o sonho de conquista do mundo fracassou.

 

    Na foz desta mesma caverna, onde a nascente se origina e se derrama em uma bela reserva natural, sendo a segunda maior piscina em Israel, você será transportado de volta ao momento sublime, quando D-us selecionou 300 guerreiros que não se curvaram para beber. Refresque-se da mesma fonte, após o piquenique da tarde. Apenas tome cuidado para beber com a mão em concha, e joelhos dobrados!


    A Fonte Harod, está perto de dois kibutzim chamados Ein Harod, no vale de Jezreel. Em árabe é chamada ʿAyn Jalut' que significa a Fonte de Golias.


     Estudiosos sugerem que "Harod" significa "tremor", "com uma óbvia alusão à timidez do povo" (Juízes 7: 3) A Fonte é agora um parque nacional chamado Ma'ayan Ḥarod..